UBALDO: DNA DA TRAIÇÃO

 



Poucos políticos no Rio Grande do Norte possuem um DNA de traição como o deputado estadual Ubaldo Fernandes.

Inserido na nomintata do PTC em 2018 graças a uma forte articulação do então coordenador do G-10 Paulinho Freire, Ubaldo aguardou apenas a abertura das urnas em outubro daquele ano para virar as costas ao homem que lhe fez deputado estadual. 

Foi eleito com uma votação mediana e que graças a nominata, deixou a Câmara rumo à Assembleia.

Estamos em 2021, há pouco mais de um ano das eleições gerais onde Ubaldo tentará renovar o mandato. O parlamentar, caso seja mantido o cenário atual, vai para um chapão onde deverá disputar em pé de igualdade com outros deputados. Sem uma base sólida no interior,  as dificuldades aumentam muito.

Ubaldo vai para um desafio enorme, talvez o maior da sua vida pública. 

Seu DNA de traidor pode ter feito escola, basta ver onde ficaram os vereadores Hebert Sena e Eribaldo Medeiros nas articulações da presidência da Câmara.

Eu acredito na regeneração dos dois, já de Ubaldo... nunca!

Postar um comentário

0 Comentários